25/09/2019

Como funcionam as visitas domiciliares na sua Secretaria da Saúde? A gestão pública dos serviços de saúde pode ser um pouco complicada, não é mesmo?

A visita domiciliar realizada pelos agentes comunitários de saúde é uma parte muito importante do serviço público de saúde.

Através dela é possível controlar e garantir um atendimento completo a toda a população.

Buscar soluções que otimizem todo o processo das visitas feitas ao domicílio, faz parte da gestão de atividades desenvolvidas pelo serviço público de saúde. E é neste momento que a tecnologia ganha mais espaço.

Informatizar o processo das visitas domiciliares é a melhor maneira de garantir controle e eficiência em cada etapa.

Os benefícios começam para o gestor e continuam em prol dos servidores públicos e para o cidadão.

A visita domiciliar permite:

  • Definir de maneira mais ampla o território e a vinculação do cidadão dentro deste território.
  • Realizar o mapeamento das características sociais, econômicas e de saúde da população;
  • Identificar agravos e problemas que possam influenciar no surgimento de doenças e complicações que possam comprometer a elas ou seus familiares.

Ter a tecnologia como aliada durante estas visitas permite que elas sejam feitas com mais agilidade e eficiência.

Saiba mais sobre o poder da tecnologia nesta etapa de atendimento a saúde do cidadão:

Integração de dados

A integração de dados permite que seja feito um cadastro único do cidadão para acompanhar toda a sua jornada dentro dos serviços da saúde pública.

A integração de informações é o que torna uma gestão sólida. Primeiramente, porque permite que médicos, agentes comunitários e demais profissionais toda a sua Secretaria da Saúde desenvolvam um atendimento ao público de mais qualidade.

O sistema de gestão IDS é um software completo, que garante a integração de todas as ações desenvolvidas em sua secretaria da saúde.

Para complementar esta integração, a IDS possui aplicativos específicos para os Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Controle de Endemias, que agilizam o trabalho dos cadastros durante o atendimento in loco.

Realizando um trabalho de qualidade, garantindo e prevenindo os pacientes de situações que colocam sua saúde em risco. Essa integração facilita todo o atendimento, iniciando na visita, até o médico.

Além do mais, a secretaria de saúde e o gestor consegue ter o controle completo de tudo o que é feito em prol da saúde pública do município.

Indicadores para uma gestão eficaz

A análise dos dados colhidos durante as visitas, deve ser feita de tempos em tempos. Uma gestão feita de decisões baseadas em dados, é uma gestão efetiva e abrangente.

O acompanhamento e o controle local na unidade de atendimento é extremamente necessário.

Além do mais, todos os dados colhidos devem ser encaminhados aos programas do ministério da saúde.

Dessa forma, todas as medidas acabam sendo baseadas e executadas com relação aos indicadores apresentados pela perspectiva de cada região.

Por essa razão os indicadores IDS são tão completos e abrangentes.

Confira quais são os dados que o sistema IDS Saúde exporta ao Ministério da Saúde:

E-SUS AB – e-SUS Atenção Básica

CADSUS – Sistema de Cadastramento de usuários do SUS

BPA – Boletim de Produção Ambulatorial

RAAS – Registro das Ações Ambulatoriais em Saúde

AIH – Autorização de Internação Hospitalar

APAC – Autorização de Procedimentos Ambulatoriais

Ele faz parte do Sistema de Informações Ambulatoriais, SIA / SUS.

SI-PNI – Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações

BNAFAR – Base Nacional da Assistência Farmacêutica

Conseguir exportar estes dados de forma direta do sistema, ajuda a evitar erros nos cadastros e registros. Mantendo todos os processos da saúde pública otimizados e organizados.

Saúde transparente

A transparência na saúde pública é importante no sucesso de uma gestão. Por isso o sistema de gestão do IDS saúde possui o portal saúde transparente.

Através do portal saúde transparente o gestor e o cidadão acompanham o número de atendimentos e procedimentos feitos na saúde pública da sua cidade ou município.

Estabelecer uma estratégia na gestão da saúde pública significa estar atento a diversos pontos, como: tecnologia, atendimento humanizado, integração de dados, planejamento de ações e muito mais.

A busca pela melhora do atendimento é um ciclo infinito. Oferecer um atendimento humanizado ao paciente é uma tarefa que exige atenção e muito cuidado em toda a etapa.

Principalmente por se tratar da saúde, uma vez que o paciente vem a sua procura porque realmente precisa da sua ajuda.

Contar com um software de gestão que transforma este atendimento em um momento rápido e eficaz, significa sucesso na gestão, com satisfação e segurança para o paciente.

Contar com o IDS Saúde significa ter como apoio diversas ferramentas para tornar cada etapa do processo de atendimento a saúde pública um verdadeiro sucesso. Conheça nossas funcionalidades!

A informatização nas visitas domiciliares em gestão de saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *