13/07/2018

Apesar de ser um conceito antigo em organizações privadas, o gerenciamento de processos na gestão pública ainda é novidade. Agregar tecnologia à gestão, significa aprimorar e otimizar processos.

Traz rapidez, melhora das atividades, modernização e melhor planejamento de custos municipais.

Quando está presente, é um processo é contínuo e fundamental para que qualquer órgão, secretaria ou departamento, consiga melhorar seu desempenho, por meio do aperfeiçoamento.

Porém, sua secretaria já parou para analisar os processos na gestão? O gerenciamento de processos necessita do auxílio e colaboração de todos os envolvidos para que realmente haja resultados consistentes na gestão pública.

Quer saber mais? Continue conosco!

Por que sua secretaria precisa de processos bem determinados?

O gerenciamento de processos na gestão pública é importante, pois uma vez que cada secretaria tem definido quais são suas operações, e todos os colaboradores estão atuando em sintonia, o desempenho dela só tende a crescer.

Quando não existe essa sinergia entre todos, a tendência é que erros aconteçam no decorrer do tempo, e que as operações fiquem paralisadas, pois não existe um padrão a ser seguido.

O que compõe um processo?

Um processo nada mais é do que um conjunto de atividades que ajudam na construção de uma rotina.

Basicamente, ele é um padrão que precisa ser seguido para que um determinado departamento ou órgão possa funcionar.

São os processos que fazem a sustentação de uma equipe e, por isso, é muito importante que você o tenha pré-estabelecido na sua secretaria.

Gerenciamento de processos: Como começar?

Ao contrário do que muitos gestores pensam, o gerenciamento de processos na gestão pública não é um processo extremamente complexo.

Tudo se resume a realmente entender o seu departamento, e criar abordagens que permitam que as operações aconteçam de forma fluída.

Para que isso aconteça, você precisa seguir algumas dicas simples. E a primeira delas é:

Compreenda qual é seu objetivo, qual o valor que esse processo gera!

A primeira coisa que você precisa fazer no gerenciamento de processos na gestão pública é entender o valor de cada operação.

De que modo cada processo irá impactar o cidadão, e qual a importância dele para a organização como um todo.

Tenha o processo traçado de forma visual

Para que você entenda o funcionamento e a importância dessa operação para a secretaria, é necessário apresentá-la de forma visual.

Você pode usar, por exemplo, um fluxograma para mostrar o passo a passo dele.

Tenha escrito ou desenhado quais as obrigações e possíveis problemas que as pessoas encontrarão no meio do caminho

A terceira dica para que você consiga fazer o gerenciamento de processos na gestão pública é levantar os deveres dos envolvidos, bem como os possíveis problemas que eles podem encontrar no meio do caminho.

O ideal é que você também coloque isso de forma visível, seja escrevendo ou mesmo esquematizando, para conseguir enxergar com mais facilidade esses problemas e, assim, traçar as melhores soluções para garantir uma boa gestão.

Organize os processos e faça com que toda a equipe conheça esse material

Uma vez que você tenha conhecimento sobre os processos relevantes para a organização, é a hora de organizá-los.

Dessa forma, é possível enxergar de que modo eles vão impactar o departamento. Além disso, também é importante que você faça que todos os colaboradores da sua equipe conheçam essa organização.

Meça os resultados

Por fim, a última dica de como fazer o gerenciamento de processos na gestão pública é medir os resultados.

Apenas avaliando indicadores das operações será possível identificar aquelas que estão gerando bom retorno, e as que precisam ser aperfeiçoadas ou até substituídas.

Com essas dicas, você saberá como iniciar o gerenciamento de processos e, dessa forma, terá ótimos resultados em sua gestão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *