14/03/2019

Em 2017 foi homologada a nova Base nacional curricular. A mesma apenas entrará em vigor no ano de 2020.

Ela foi elaborada pelo Ministério da Educação (MEC) e redefiniu o conjunto de aprendizagens essenciais que os alunos devem vir a desenvolver ao longo da educação básica, independente da rede escolar ser pública ou particular.

Voltada para a elaboração dos currículos e propostas pedagógicas, as novas políticas irão exigir a formação de professores, e a produção de material didático e de avaliação.

A nova Base Nacional Curricular é um instrumento que visa promover a equidade na educação do país, levando em conta todas as regiões que o compõem, de forma que direcione a educação brasileira para a formação humana integral, visando também a construção de uma sociedade muito mais justa, inclusiva e democrática.

Para atender aos novos requisitos exigidos pelo MEC, muitas alterações devem ser realizadas nas escolas do país, e não inclui apenas o ensino, mas também a gestão.

A mudança desperta uma série de desafios para os profissionais da área, o que vai exigir sua atenção não apenas durante a implementação das novas diretrizes, mas também nos anos que virão.

Isso porque o Brasil jamais teve diretrizes curriculares tão exclusivas, já que seu molde dependerá de cada uma das regiões do país, sua cultura e realidade que são extremamente distintas umas das outras.

A Base define apenas 60% do conteúdo anual de cada série, os outros 40% dependerão de projetos particulares de cada uma das instituições, das redes de ensino, e das questões culturais regionais de cada região do Brasil.

O propósito da nova Base nacional Curricular é incentivar a pluralidade e a criatividade, aliando a igualdade das habilidades e conhecimentos desenvolvidos nas instituições de ensino que permeiam o país.

Podendo assim, garantir igualdade na educação dos brasileiros, do Norte ao Sul, oferecendo o mesmo conjunto de conteúdos trabalhados em sala de aula independente do estado em que o mesmo esteja, levando em conta suas necessidades, possibilidades e interesses pessoais.

Um software de gestão como aliado na Educação

A busca incessante de uma gestão é sempre baseada em encontrar a melhor maneira de desenvolver suas ações.

Ganhando tempo, e evitando o retrabalho. Justamente por esta razão, é importante encontrar o melhor software para sua secretaria de educação.

Com o IDS Educação é possível ter acesso às informações em tempo real pois o mesmo permite a centralização de todos os setores das unidades de ensino: administrativas, acadêmicas e pedagógicas.

A interface permite a interação de pais, alunos, professores e gestores.

Cadastre em um só lugar as informações sobre Alunos, professores e servidores, endereços, necessidades especiais, além do controle de conselho.

Cadastro de Pessoas, alunos, professores e servidores.

Crie e monitore o calendário escolar, períodos letivos, matrizes curriculares, sistemas de avaliações e tenha controle total sobre o andamento de cada aluno desde; Cursos, atividades complementares, classes, ensalamento, transferências, remanejamentos, histórico escolar, matrícula e frequência.

Também é possível ter o controle da alimentação, transporte e da biblioteca de cada uma das escolas de sua secretaria da Educação, envolvendo questões como estoque, cadastro, questões financeiras, ouvidoria, gestão de documentos e patrimônio, além da manutenção de equipamentos.

Acesse o site da IDS e descubra porque ele é o melhor software para otimizar a gestão de sua Secretaria da Saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *